Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2010

Dear 2011...

...estive a pensar e o que me deves trazer é o seguinte: 1) um curso de terapia da fala terminado. 2) na mesma linha do anterior e, porque por esta altura já estarei de anel de curso no dedo, um emprego jeitoso, de preferência na área da afasia... 3)saúdinha quanto baste para todos, e que ninguém se vá embora...já chega de desgraças... 4) muita coragem e determinação para enfrentar os desafios que se avizinham 5) um home ainda mais jeitoso do que o emprego. Vou escrever também os requisitos para o caso de encontrares vários seres capaz de seleccionar melhor: deve ter um palmo de testa e sensibilidade - não há paciência para brutamontes - , deve ter os parafusos todos, deve ser capaz de me aturar (tem a sua importância), não pode ser um deixa andar que chove mas não molha, deve ser dinâmico e imprevisível - no bom sentido, não queremos más surpresas. Deve gostar mesmo de mim. É fulcral que ainda não tenha namorada. É mais ou menos isso. Como vês não sou esquisita. Acho bem que sejas generoso…

Coisas estranhas da televisão

I O concurso da RTP 1 para o qual são convidados diversas figuras públicas cuja participação, por ser época natalícia, reverte a favor de uma instituição de solidariedade. Hoje os convidados foram profissionais da rádio. A coisa até ia a correr bem, mas falharam a resposta à última pergunta e o valor para a instituição foi de apenas 500€. É melhor do que nada? É pois. Mas é vergonhoso que uma estação de televisão, com "concorrentes" que certamente oferecem a sua imagem a favor da causa - que é nobre! - , e que, consequentemente, tem um acréscimo de audiências (que se traduzem em mais dinheirinho), tenha a lata de apenas enviar para a instituição 500€. Custava muito colocarem umas questões mais acessíveis? A ideia é mesmo ajudar ou apenas ficar bem na fotografia? II Ver a Catarina Furtado e o João Gil no mesmo programa, muito queridos e fofos. (Sim, eu sei, eles só namoraram 10 anos e nada... e ela ao fim de pouco tempo de a relação ter terminado, casou, teve dois filhos com o ac…

Passagem rápida

Para desejar um Natal muito muito feliz a todos! Espero, sinceramente, que seja uma época de alegria para vocês, os pouquinhos, mas fiéis, que me lêem, e os que não me lêem também, e que o vosso sapatinho esteja recheado de coisas boas!!

Das viagens que ainda não fiz

Estava hoje a ver um programa acerca de hotéis/resorts de luxo, cujo nome agora não me lembro, e o destino de que falavam era a Grécia. E esta pousada em Santorini. Podem enviar-me para lá com bilhete só de ida.
Perivolas Resort

Começo a desconfiar...

Tenho para mim que o facto de ser Sábado à noite e eu estar na cama desde as 21.30h diz alguma coisa do meu actual estado de espírito e (ausência) de vida social. Mas amanhã desforro-me...tenho de comprar todos os presentes de Natal, porque no resto da semana vou estar ocupada a vender e a embrulhar os presentes dos outros. Última semana de trabalho, aí vem ela!
Amanhã adivinha-se um dia difícil...caramba, era tão mais fácil ter dois anos outra vez.
Hoje dei-me conta que vou ter de voltar. E não sei se quero. Tenho medo. Assusta-me a possibilidade de correr tudo mal outra vez. Talvez não seja capaz...e começo a duvidar daquilo em que sempre acreditei.

Porque amanhã é Domingo

Não vou ter de ir aturar as pseudo-madames cujo grande dilema existencial é a cor da écharpe que vão oferecer à sogra da tia do marido da bisavó. A sério.




Certezas desta vida

Se trabalhas numa loja que fecha às 19h, estiveste todo o santo dia de pé e por isso não aguentas de dores na pernas e nas costas, é certo e sabido que às 18.58h vai entrar uma cliente MUITO chata, que não vai comprar absolutamente nada e vai fazer-te sair quase 1h mais tarde do que o previsto. E é isto...e agora vou dormir, com as pernas ao alto, a ver se a minha circulação sanguínea retoma o seu caminho...

Isto de trabalhar tem as suas vantagens

Além da vantagem monetária, obviamente, o que me sabe melhor é saber que quando chego a casa depois de um dia de trabalho, não tenho planos de intervenção, nem apresentações, nem reflexões, nem projectos para entregar no dia seguinte. É muito muito bom poder estar apenas e só enroscada no sofá a ver um filme com o pai ou a telenovela com a mãe (ela obriga-me, juro!), sem ter o cérebro a entupir-se de remorsos por não estar ao computador a adiantar relatórios e coisas assim. A desvantagem é que, apesar de tudo, começo a sentir saudades da minha vida terapêutica. Só espero que o próximo estágio corra melhor...
Ah! Hoje comprei o primeiro presente de Natal para uma amiga, um lenço (lindo lindo lindo!!) e um par de brincos.

1º dia de trabalho

E foi todo passado de pé. Nem sinto os calcanhares. As pessoas são capazes de matar por carteiras e écharpes e cenas assim...e já andam a comprar tudo como se o Natal fosse já amanhã. A continuar assim e depois destes 24 dias vou precisar de férias.lol

Árvore de Natal - done

Venham os presentes e o cheirinho a canela!:)

So sweet

Lembrei-me agora que faz hoje uma década que dei o meu primeiro beijo.Faltei a uma aula de físico-química nessa tarde...e que bem que fiz!:p

Se eu tivesse continuado

Hoje seria o último dia do meu estágio.

Não sei se fique se vá...

Nicole Kidman for Italian Vogue

Então é isto

O ultimato foi feito. Está informado que a partir de agora não tomo mais decisões, nem iniciativa, não sou querida, nem compreensiva nem mimimi. Que se mexa se quiser. Quem quer a bolota trepa...não é o que se diz? Então já foi avisado que a partir de agora está nas mãos dele. Da minha parte, desisto de tentar dar vida ao que parece que já morreu há muito. Agora vai andar um mês a processar a informação. É de metabolismo lento.

Ainda está para nascer...

...o dia em que os números do governo sejam semelhantes aos dos sindicatos, no que toca a adesão à greve.
Ainda não pus o pézinho lá fora hoje, mas sei que o Metro só está a passar duas vezes por hora, na linha do hospital de S.João e da Senhora da Hora ao Estádio do Dragão. Nas outras nem vê-lo. Segundo colegas minhas que estão lá a estagiar, o Hospital de S.João parece fantasma, com 1 enfermeiro apenas por serviço (caos...), e em Valongo, não se passa nada, praticamente deserto. Mas logo à noite, no telejornal, D.Sócrates ou alguém que o represente, vai dizer que a greve teve pouca adesão. Como sempre.

Começa a ser preocupante

Acaba por ter a sua piada os meus pais terem conversas semelhantes a esta...mas qualquer dia estamos todos (ainda) mais maluquinhos aqui em casa.
P.S.- Troquem o "falecer" por todos os outros verbos estapafúrdios que vos possam surgir, e têm uma amostra das conversas que eu ouço.
Desde que saí do estágio, as coisas não estão fáceis. Tenho consciência que não me deixaram alternativa, que aquilo não estava a ser aprendizagem mas sim violência psicológica e que ia ter um final pouco feliz...e como tal, sei que fiz bem em vir embora. Com tudo o que isso acarreta. Neste momento a minha motivação é zero, a vontade de entrar na faculdade é nula, ainda que quem lá está não tenha culpa nenhuma do que se passou. Acho que estou numa espécie de comportamento de fuga, em que até com as pessoas ligadas ao curso evito falar. E a questão é mesmo essa...as minhas amigas, da turma, também não têm feito grande esforço para falar comigo. Por outro lado, outras colegas de quem eu não esperaria tal gesto, têm-se mostrado verdadeiramente preocupadas, sempre com palavras de incentivo e disponibilidade. Fazem-me lembrar todos os dias que não é uma pessoa que não me conhece de lado nenhum que define o meu valor e que o futuro ainda vai ser generoso comigo. Desilusões por um lado e boas…

Yeiiiii

Arranjei um trabalhito para a época de Natal! Já estive lá há dois anos e gostei, agora que estou mais desocupada (e a ficar maluquinha da cabeça...) devido ao desaire do estágio, vou outra vez. É numa loja de bijuteria (caríiiiissssimmmmaaaa!!!lol) e carteiras, e é apenas de 1 a 24 de Dezembro, mas sempre dá para ganhar uns trocos que bem falta fazem...e sempre é melhor do que estar em casa a deprimir. Verdade?

É que o Natal é já em Dezembro (3)

Os sapatinhos são da Blanco, minha adorada loja, e as tão badaladas botas da Lanidor.

Por falar na selecção

O João Moutinho já é casado, não já? Pois, bem me parecia...mas é pena. Agora que o querido do William vai casar com a Katiezinha, já não vou ser rainha de Inglaterra como a minha mãe predestinava...mas também, naquela família é só gente maluca, por isso foi melhor assim.

mini private practice

Não querendo fazer disto um consultório, nem tendo habilitações para tal, face a uma situação que presenciei ontem, penso que nunca é demais lembrar que se acharem que estão perante uma pessoa que está a ter um AVC, devem pedir-lhe: 1) para levantar o braço 2) para sorrir 3) para pôr a língua de fora 4) que diga o seu nome
Qualquer dificuldade que considerem fora do normal na execução de uma destas ordens requer uma ligação MUITO rápida para o 112. Já todos sabemos isto, mas nunca é mau repetir. A pessoa de ontem não sabia e o desfecho não foi nada simpático.

More than words (O post)

Em conversa com algumas amigas, chegámos à conclusão que há palavras que nos dão uma imagem imediata daquilo que significam, e é por isso que as usamos mais vezes para insultar as pessoas que, tendo por função auxiliar o nosso crescimento enquanto futuras profissonais, fazem questão de nos infernizar a vida como se não houvesse amanhã. Exemplos disso são as palavras "vaca" (nas suas vertentes muito vaca e extremamente vaca), "ordinária" (do género invejosa e mesquinha) e "badalhoca" (no sentido de indecentemente indecente).
Se se lembrarem de mais algumas palavras assim tão ilustrativas, partilhem. Os estágios estão a ser difíceis e de certeza que as minhas colegas vão precisar de juntar novos vocábulos ao seu dicionário terapêutico.

Vida de lontra

Foi assim o meu fim-de-semana. Ontem, limpezas de manhã e visionamento (até parece bem...:p) de um filmezito qualquer que estava a dar na televisão com o jeitoso do Jude Law. À noite, comer castanhas assadinhas... Hoje, a manhã não vale a pena descrever, e a tarde foi mesmo de hibernação, eu, os cobertores e e aletria quentinha, cheia de canela, que a mãe é um amor. Ai ai...

Human body (très chique)

Já viram a exposição do corpo humano que está na alfândega do Porto? Vale a pena? Queria ir este fim-de-semana...não sei se os meus amigos betinhos-atados-desmarcadores-de-programas-à-última-da-hora têm coragem para me acompanhar.

Ok?

Ai a minha vida...

Ainda a pensar na pergunta que me fez, acerca de o ter substituído... De repente ocorreu-me que ele pode ser mesmo insubstituível e que o lugar dele pode ficar vazio para sempre.

Sobre a abstenção e os resultados

Devo dizer que a adesão à minha sondagem sobre "o que fazer quando a pessoa de quem mais gostamos à face da Terra não ata nem desata" foi um autêntico sucesso. Consegui DOIS votos, DOIS! (obrigada, duas pessoas que gentilmente votaram!:) Uma delas, acha que devo fazer um ultimato e ou é ou não é, a outra pensa ser mais explícito atirar-lhe com um guarda-chuva à testa.
Ambas me parecem adequadas, mas pela ordem inversa, ou seja, primeiro vou atirar-lhe com o dito guarda-chuva, que é logo para atordoar o ser, e depois então faço o ultimato...e pode ser que resulte!

Ontem perguntou-me se tinha sido substituído. Disse-lhe que não, que foi apenas desqualificado. E é verdade...está para chegar (e espero que rápido) alguém que lhe ocupe o lugar.

In the mood

Perguntares-me se eu tinha um blog (tenho, mas tu não tens nada a ver com isso...) soubeste tu, agora convidar-me para sair, pois sim. Valha-me nossa senhora dos homens desajeitados...

Apelo ao voto

Então? Decidiram abster-se? Eu preciso da vossa sábia opinião!
Vou agora à baixa ver se compro um bonsai hoje de tarde!:) (o último durou 3 meses, coitadinho, mas eu era inexperiente!)

Eleições

Afinal decidi abrir mesmo as votações. Isto precisa de medidas drásticas. Vá lá, vão à barra lateral e digam de vossa justiça o que acham que devo fazer ao homem!

E a saga continua...

O rapaz continua a confundir-me as ideias e parece que tem gosto nisso. Não sei se o mande às urtigas, se tente...uma terceira vez. Acho que não é preciso abrir aqui uma votação, parece-me que a resposta racional é óbvia. Opiniões agradecem-se. Digam-me que também já tiveram uma criatura destas na vossa vida, por favor, para eu não me sentir tão deslocada.

Pode ser este

É só para comunicar que se algum dia me casar, será com este vestido.:) Esta coisa de ter as amigas todas a casar dá cabo da cabeça a uma pessoa...
Rosa Clará by Jesus del Poso.

Ando apaixonada pela escrita dele

E hoje descobri que tem um blog fantástico!
José Luís Peixoto.

Repeat mode

Foi por mensagem, mas falámos. Já não nos vemos há mais de um ano, e no entanto foi como se só não estivéssemos juntos há 2 ou 3 dias. Não conversámos sobre o que era devido, apenas sobre os nossos dias...até de madrugada. Ontem não lhe disse nada, e ele também não deu sinal de vida. Voltamos sempre ao mesmo.

Um pouquinho mais feliz

icanread.tumblr
Uma colega de quem até nem sou muito chegada mas com quem até me dava bem, pediu-me desculpa por umas divergências (estou a ser delicada) que tivemos prai há meio ano. Apesar de não ter voltado a falar muito com ela, porque se meteram as férias pelo meio, e os estágios em sítios diferentes, para mim as coisas estavam resolvidas. Falei na altura, fiquei bem, não guardo rancor. Mas hoje deixou-me mesmo contente, quando ela pediu desculpa, não pelo conteúdo mas pelo acto que sei que foi sincero, e fiquei com um bocadinho mais de esperança que afinal existem boas pessoas, só têm é exactamente os mesmos problemas que nós temos, os mesmo medos e a mesma vontade de serem felizes, sem saberem muito bem como.

Dos sonhos na Noruega

Esta noite sonhei que estava no meio de uma floresta na Noruega (não, não era na Suécia, nem na Finlândia, nem na Dinamarca...era mesmo na Noruega!!). Eu nunca fui à Noruega, mas tenho a certeza que era lá.

Novos cartazes

Apesar de sabermos, às vezes precisamos de ver.

Voluntariado - este é importante

Alguém sabe de um local nas zonas de Matosinhos, Porto, Gaia (um sítio que tenha rede de transportes frequente, porque eu não tenho carro)...que precise de voluntários? Pode ser voluntariado com crianças, animais, em bibliotecas...sei lá, algo deste tipo. Alguém conhece uma instituição do género? Preciso MESMO de saber e na internet não encontro nada que seja muito fiável! No Banco Alimentar tive uma péssima recepção, não foram muito bem educados e parecia que ainda estavam a fazer-me um grande favor em aceitar-me como voluntária...fiquei mesmo desiludida... e nos outros sítios o processo é muito moroso, e eu gostava de começar quanto antes. Se souberem, digam, por favor! Obrigada!!

Dia Internacional da Gaguez

A SIC foi aos Hospitais Universitários de Coimbra fazer uma reportagem sobre a gaguez, área na qual a Terapia da fala pode ter uma influência bastante positiva. O terapeuta da fala que aparece no vídeo, além de ser dos melhores profissionais à face da Terra, é um ser humano excelente e que merece todo o reconhecimento!!
http://www.sic.pt/online/video/informacao/NoticiasVida/2010/10/dia-internacional-da-gaguez-factores-biologicos-neurologicos-e-sociais-podem-agravar-problema22-10-2.htm

Animais de Rua

A Associação Animais de Rua faz um trabalho fantástico na esterilização de animais abandonados ou silvestres, para que a proliferação destes amiguinhos em condições tantas vezes desumanas, seja um pouco mais controlada. A par disso, têm animais para adopção, como esta querida, e tantos outros! Deêm um olhadela, pode ser que se apaixonem por algum!:) Podem também ser padrinhos/madrinhas!

Comer, Orar, Amar

Fui ver o filme...talvez com as expectativas demasiado elevadas. A parte que mais gostei foi a primeira, talvez porque tenha uma pancada grande por Itália...as outras duas partes (Índia e Bali) pareceram-me com demasiados clichés. A personagem mais interessante, o curandeiro sem dentes.:) Para a próxima leio o livro que fico melhor servida. Penso que o que tem de melhor é a fotografia, que está mesmo muito boa, e a banda sonora também me agradou.

* Há que ter em conta que a minha disposição no dia em que fui ao cinema estava péssima e só me apetecia chorar, portanto não levem muito em consideração esta opinião. Mas a Julinha e o Javier continuam muito queriduchos.

Avô

Ainda em negação sobre a decisão que tive de tomar e que um dia destes aqui explicarei, o meu avô, a quem contei ontem, ligou-me hoje de manhã. Disse-me para eu ser feliz e sentir unicamente pena pelas pessoas recalcadas que me colocaram nesta situação. Que não posso ficar enfiada em casa e que tenho de sair e pensar que nada acabou aqui. Que qualquer coisa que precise, uma palavra de conforto, um ombro para descarregar a sensação de injustiça que tenho agora, para recorrer a ele, que estará sempre disponível. Ele, que tem tantos problemas verdadeiramente graves. Fiquei mesmo mesmo comovida. Obrigada por tudo.

Quero!!!!!!!

Deixa-me descansar...deixa-me adormecer sem temer encontrar-te! E o mundo acabou. Inexplicavelmente, ou sem uma explicação que possa ser dita e entendida. O mundo acabou, como num instante em que se fechassem os olhos e não se visse sequer o que se vê com os olhos fechados (...). O mundo acabou e nem o tempo prosseguiu. Os minutos não passavam porque não existiam, como não existiam os momentos ou os olhares.
José Luís Peixoto - Nenhum Olhar

Trying so hard

Mea culpa

Sim, eu sei que ainda não vim aqui postar sobre o malfadado estágio. Duas palavras para definir a minha orientadora: MUITO BRUXA. Para já é só isto que tenho a dizer, porque estou a cair de sono. Ah...para já ainda não desisti, embora vontade não falte e a minha cabeça já tenha tido épocas mais felizes. Entretanto, vou cortando no calendário, SÓ faltam 35 dias ÚTEIS para terminar o meu castigo...e se sempre houver greve geral no dia 24 de Novembro, só faltam 34. Nunca fui tão sindicalista como agora...

40 dias

Têm sido dias complicados. Nada naquele estágio é como imaginei que ia ser. Perdi o apetite, não consigo dormir com a ansiedade e é só alguém estalar os dedos que eu desato a chorar. Já pensei em mandar tudo às urtigas...mas por outro lado, não me apetece nada desistir do sonho...ser Terapeuta da Fala está a 10 meses de distância, e este estágio tem fim daqui a 40 dias.

Nota informativa

Ainda estou viva! O estágio leva-me as horinhas todas do dia (e os relatórios e a preparação das sessão, leva-me a noite...:p), mas assim que possa volto cá para contar as aventuras e desventuras de uma estagiária de Terapia da Fala desesperadinha para terminar o curso!

Sinto-me assim pequenina

Porque é já amanhã. Às 9h começo uma nova etapa...

Me-do

O estágio começa já esta 2'f. Como sempre, em cada começo de estágio, fico angustiada. Acho que não sou capaz, que não vou estar à altura do que me vai ser exigido, que posso ver-me obrigada a desistir a meio. Tenho medo que me convidem a ir para outras paragens, que me digam que afinal não tenho jeitinho nenhum para isto. É verdade que é quase paranóico, porque na realidade tenho conseguido bons resultados. A questão é que agora cada estágio é muito mais longo, e que vou ficar responsável por acompanhar entre 3 e 6 casos, sozinha, já para não mencionar os trabalhos extra. Será que nasci para isto? De repente sinto que não sei nada e que não posso ter um bocadinho da vida dos outros não mãos. As minhas colegas, que estavam já no último ano, terminaram ontem o curso. Um rol de defesas de projectos e estágios que, não tendo corrido bem a todas, fez da maioria terapeutas da fala. E elas estavam felizes, e nós também, por elas, e eu só penso que não sei se a minha vez vai chegar. E era …

4 dias

Faltam 4 dias para o início do estágio e já ando com os nervos à flor da pele. Não pelo estágio em si (que já seria razão suficiente...), mas pela expectativa de conhecer a orientadora. Espero que haja empatia, porque não me imagino a passar 10 semanas com alguém insuportável e que não me suporte. Prefiro comer batatas assadas.

Já tenho local de estágio

Para os próximos 2 meses!Ah pois tenho!:) Fica a 1h e pouco de casa, em transportes públicos (tal como a faculdade...já é hábito ser das melhores clientes do Metro e STCP), o que é bom, visto que podia ter de ir para Lisboa ou Viana, e isso implicava ter de alugar um piqueno lar para a minha pessoa. Ao que parece, é tudo dentro das afasias e seus semelhantes. D. está feliz...para já. Avizinha-se a reunião geral na escolinha para definir objectivos e ultimar alguns pormenores, tais como nº de horas de trabalho, quantidade de relatórios a entregar, indumentária a usar...e tenho a leve sensação que depois da dita o meu estado de espírito vai mudar.

Ah!

E entretanto passamos o pequenino, mas mítico, número das mil visitas!:)

Cá estou de novo

Foram 4 dias espectaculares!(re)Vi Lisboa de uma ponta à outra, adorei o Chiado, estive com o Pessoa na Brasileira, comi ameijoas na cervejaria Trindade, e tirei fotografias, resmas delas! E à vinda, Sintra e o romântico Palácio da Pena, e as queijadas e os travesseiros, e a promessa de voltar de novo, o mais rápido possível, para visitar tudo o que não foi possível desta vez por falta de tempo.:)

Latitudes

Nos próximos dias andarei por aqui!:)




Conversas de praia

Criança: Quero um bolo!
Mãe da criança: Não te dou bolos! Só comes porcarias...
Criança: Mas eu quero...dá me um bolo!!!
Mãe da criança: Já te disse! Não sejas teimoso! Não há bolos para ninguém! Se quiseres outra coisa eu dou-te...
Criança: O quê que me dás??
Mãe da criança: Dou-te um pacote de batatas fritas se quiseres...
Criança: :)


Enfim...

Ando nestas leituras

Valete de Copas e Dama de Espadas
Joanne Harris

Exacto...

"God grant me the serenity to accept the things I cannot change, courage to change the things I can, and wisdom to know the difference." (Reinhold Niebuhr)

Patite V

Eu sei que posso ser castigada por uma qualquer entidade divina, que só nos rimos do mal e que ainda me vai cair um raio em cima...mas de cada vez que vejo este vídeo não me consigo conter! É do melhor, especialmente sob o ponto de vista terapêutico!:)

De volta

Das férias com as amigas.
Foi bom...deu para sair um bocadinho do ambiente do costume, a companhia foi agradável e o ambiente também. A dieta é que foi por água abaixo...os gelados, pelo contrário, estiveram em alta. E as bolas de berlim. :)

Amanhã vou para aqui

E só regresso na próxima segunda-feira.
Até lá!

Sem tirar nem pôr

icanread.tumblr.com


BAAAAAHHHHHHHHHHHH

Ralhem comigo, por favor!! Não tenham piedade, eu mereço!
Não resisti e mandei-lhe mensagem...e mais grave, ele respondeu! Tudo de novo... mas porquê que eu não consigo ficar sossegada??? Burra!
Quem não tem nada que fazer, normalmente, faz asneira. Foi o meu caso.


Só para saberem

A minha mãe, quando estava grávida de mim, tinha desejos de limas. Sim, limas. E comia bastantes. Sim, daquelas coisas da família do limão, mas mais verdes e triplamente ácidas, que agora se colocam nas caipirinhas.
Depois não me venham perguntar porquê que eu nasci assim.

É mesmo isto

O momento em que desistimos de nos enganar, o momento em que o medo vence a curiosidade e desistimos do enlevo, do doce, irrepetível entusiasmo de aprender - prender - cada alguém; o momento em que dizemos "não vale a pena", "é sempre o mesmo"; o momento em que decretamos o fim da aventura e nos seguramos ao seguro, ao silêncio; o momento em que nos ensimesmamos (que verbo este) e corremos todos os ferrolhos e ligamos o alarme - não vá alguém entrar, passar as barbacãs e os fossos, galgar a última muralha - nesse momento estamos mortos. Não há outra forma de viver senão aceitando a norma que Philip Roth decreta em American Pastoral: "Erramos sobre as pessoas antes de as encontrarmos, enquanto antecipamos o encontro; erramos enquanto estamos com elas; e depois vamos para casa e contamos a alguém como foi o encontro, e erramos de novo." (Excerto da crónica "Sermões Impossíveis - Errar outra vez" de Fernanda Câncio, revista JN.)

Diet

Apetece-me tanto tanto comer aquele gelado de doce de leite que se vende no Pingo Doce...mas não pode ser nada...a dieta não se compadece com estes desejos. Vou ali comer uma pêra e venho já.

Zapping

Estou negativamente maravilhada com as barbaridades que ouço. O programa da SIC, o dos modelos, é do piorzinho que já vi. Os candidatos a beldade afirmam "faço tudo o que for preciso para estar aqui" (e acredito que faça...adeus dignididade, até à vista auto-estima), "com o hábito habituo-me" (pois claro!) ou "a minha parte preferida do meu corpo é o pénis" (eloquente). Igualmente ético é o dentista que, segundo a concorrente, diz que "se for mesmo mesmo preciso, posso tirar aparelho" (que é fixo, claro está, e que mora naqueles dentes por engano, ela nem necessita de levar o tratamento a sério nem nada...) É de qualidade, sem dúvida. Isto tudo já para não falar dos elementos do júri, pessoas inocentes, que fazem um ar de extrema indignação quando se fala em anorexia e em agências que pedem dinheiro aos "agenciados" (não sei se é assim que se diz) para os aceitarem...coitadinhos, eles nem sabem que isso acontece. Os apresentadores...davam…

E eu pergunto...onde?

Mas onde é que esta criatura, este pequeno ser abençoado*, estava que eu nunca o tinha visto? Tenho de ter mais atenção a esta miopia que isto assim não pode continuar...Matt Bomer

* Um bocadinho de por favor, como diria o outro: Se alguém souber que esta pessoa é gay, semi-gay ou seja o que for, não quero ser informada. Deixem-me viver na ilusão...nos últimos tempos só me dão notícias que eu preferia não saber.lol

Começo a amuar...

Eu quero ir ver o Shrek ao cinema...mas ninguém me leva...:(

É que o Natal é já em Dezembro (2)

E o meu já só tem uma gotinha no fundo do frasco...

Umas com tudo, outras...

Se eu me tivesse feito a mim própria, seria assim.lol



Catherine Zeta-Jones.


"Só não sei falar ao telefone"

Quem visita o cantinho sabe que adoro animais e, não raras vezes, aproveito este espaço para divulgar algumas associações que ajudam estes amigos de quatro patas a terem uma vida mais digna e feliz. Gostava muito de ser voluntária num destes locais, mas, infelizmente, o tempo não abunda e em época de aulas não me é possível assumir um compromisso destes. Assim, vou contribuindo de outras formas. Sou madrinha de um animal do Refúgio das Patinhas, como já mencionei aqui e vou sempre procurando estar a par de outras iniciativas nas quais possa participar ainda que de forma simbólica (mais simbólica do que gostaria, mas nestes tempos não andamos propriamente a nadar em notinhas de Euro...). Esta introdução para dizer que hoje andava na internet e encontrei o site da conhecida União Zoófila e este anúncio, que já tinha visto em alguns locais, mas ainda não tinha olhado para ele com atenção. Então o que sucede, perguntam vocês? Sucede que se ligarem para o número indicado, estão a contribuir…

É que o Natal é já em Dezembro (1)

Senhores da Pandora,
estive hoje no vosso prezado site e gostei do que vi. Escrevo para vos felicitar e para recomendar que, caso vejam que não vendem tudo no belo do saldo, eu estou aqui! Sou bastante eclética. Adoro colares e uso brincos e pulseiras, anéis nem tanto mas não faz mal e, por isso, sintam-se à vontade para escoar os restos da vossa colecção directamente para a minha morada. Longe de mim querer que fiquem com os armazéns cheios! Assim, ofereço-me, de coração aberto, para os auxiliar nessa árdua tarefa de tomar conta de algum do vosso stock. Prefiro a prata e o ouro branco, se puderem ter isso em atenção...
Obrigadinha por tudo e até mais ver.