quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O que me faz gostar de ti

Não gosto quando desapareces nem quando, aparecendo, estás ausente.

Não gosto que me contes só o superficial e que eu fique a adivinhar o resto.

Não gosto de não ser capaz de te ler os pensamentos.

Não gosto dos momentos em que desligas e és racional e frio.

Não gosto que saibas que estou à tua espera e te faças demorar só mais um bocadinho.

Não gosto que não sejas impulsivo como eu sou.

Não gosto que tu sejas só cérebro e que eu seja sempre o coração.

Não gosto de gostar de ti, apesar de tudo.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Hoje foi um bom dia de trabalho. Fiz os registos, preparei uma avaliação para sexta-feira e ainda tive tempo de ir conhecer o Museu do Traje (não é o de Lisboa!), ou não fosse hoje o Dia do Turismo! Faltam 59 dias para deixar de ser estagiária...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Em outro poiso

Pois que já estou instalada na minha nova morada, a 10 minutos a pé do hospital.

Ontem estava imensamente entusiasmada, e hoje até já fui dar uma volta pela cidade que é muito bonita. Há cerca de uma hora, o meu pai foi embora para casa e eu fiquei aqui no quarto, a arrumar as coisas e a fazer a cama e assim...e agora de repente senti-me mesmo sozinha. Os primeiros dias fora de casa custam-me sempre. Bom...passarei aqui os próximos 2 meses, é melhor que me habitue rápido. Conto com a vossa companhia :)

domingo, 25 de setembro de 2011

Era o que apetecia, pois era?



Series series series series


Já vi os episódios todos da Anatomia de Grey que existem à face da Terra. Agora que vou morar para um sítio onde só tenho televisão na sala de convívio, precisava urgentemente que me sugerissem novas séries, assim para o caso de me apetecer ver no computador... estava a pensar em começar a seguir "Gilmore Girls"...eu sei que já não é exactamente recente, mas o que me dizem?

P.S.- Já conheço "Dexter", "Clínica Privada, "How I met your mother", "Investigação criminal LA"...




sábado, 24 de setembro de 2011

1ª semana: done

E já cheguei ao fim da primeira semana. Nem tive tempo para cá vir e o trabalho ainda não é muito. Fiz uma sessão individual e outra sessão de grupo (três rapazes, pequenas criaturas com 7 anos, que agora deve ser a nova idade da estupidez...). Correu bem até. Esta coisa de eu ficar sempre muito corada na sessões é que não é muito confortável...
E na 2f vou finalmente morar para junto do hospital. As viagens são muito cansativas, demoro imenso tempo, e como arranjei um sítio impecável para ficar, lá vou eu de malas aviadas de novo.
Alto Minho, aí vou eu!:)

terça-feira, 20 de setembro de 2011

2º dia de estágio

Ó pra mim tão entusiasmada...até já estive a estudar discriminação auditiva e categorização...e cenas...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

1º dia de estágio

Acordei às 4.50h. Eram 6.00h estava eu a apanhar o combóio em Campanhã. Isto promete. A orientadora é assim-assim...muito cedo para emitir opiniões.

domingo, 18 de setembro de 2011

Faltam poucas horas...amanhã estou a pé às 5h para chegar ao local de estágio a tempo (pertinho, portanto). Não sei se o nervoso miudinho me vai deixar dormir...das minhas amigas, só uma se lembrou de me desejar boa sorte, para entrar com o pé direito e a certeza que vai correr bem. E me mandou um beijinho recheado de força e coragem. Há sempre alguém que nos conforta quando parece que o resto do mundo se esqueceu.

Directamente saído do blog do Pedro Ribeiro

A Acreditar é a Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro. Tem casas de apoio a essas crianças en tratamento e respectivas famílias, no Funchal, em Lisboa e em Coimbra.

O cancro em crianças é, infelizmente, mais comum do que se pensa: há cerca de 350 novos casos por ano em crianças dos 0 aos 14 anos; os tumores mais frequentes são a leucemia e os tumores do Sistema Nervoso Central. É interessante que a taxa de cura ronda os 75%;

Amanhã vamos dar, nas Manhãs da Comercial, o pontapé de saída numa campanha que levamos muito a peito e que tem como objectivo a construção de uma Casa da Acreditar no Porto. A ideia é construir esta casa perto do IPO, para receber as crianças que precisam de tratamentos, e são oriundas não só do Porto mas de toda a região norte, bem como as respectivas famílias, que não têm possibilidade de lhes garantir viagens e alojamento no Porto, sendo que essa dificuldade inviabiliza muitas vezes a realização de todos os tratamentos.

Até hoje, nenhum projecto da Acreditar teve qualquer desvio de tempo ou orçamento, em relação ao previsto, o que confere ainda maior transparência à acção desta organização. O que é preciso é que o Porto e a região Norte se mobilizem e que cada um dê o que possa, independentemente da zona do país onde vive, para que esta casa se faça. E, além dos tratamentos, que estas crianças possam também ter condições para brincar com outras e estarem com as famílias em paz e num quadro de harmonia que ajuda, acredito, a curar, também.

Amanhã nas Manhãs explicamos como podem ajudar. Pela minha parte, sinto que fazemos a nossa obrigação, como comunicadores e seres humanos, tentamos ajudar, para lá da luta pelas audiências e a nossa zona de conforto habitual. Estou de partida para o Porto, com a equipa, agora.

O Porto vai Acreditar. Acredite também.

sábado, 17 de setembro de 2011

Esta é de valor

video

"...Como se eu não fosse olhar..."
A 2 dias do novo ( e último?) estágio...e a começar a ficar MUITO nervosa.
As minhas colegas receberam ontem as notas que faltavam e são já Terapeutas da Fala. No meu facebook não faltavam agradecimentos à família, aos amigos, ao gato e ao passarinho, por terem sido apoios fundamentais na sua caminhada. Olhei para tudo aquilo que estava escrito e, estando muito contente por elas, não consegui deixar de ficar algo angustiada...penso que tenho sido sempre dedicada ao curso e à profissão e que merecia festejar com elas, e apenas porque alguém decidiu que era a altura certa para me infernizar a vida, não posso.
Enfim...tudo acontece por alguma razão, não é? E aprende-se sempre alguma coisa com a incompetência e a maldade alheias...Mais que não seja, aprende-se que o mundo não é cor-de-rosa.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

15.09.2011

Hoje ele cumpriu o objectivo. Chegou à meta. Bastante depois do tempo previsto, "tirado a ferros", como ele disse, mas chegou. E assim que conseguiu deu-me a boa notícia. E senti-o tão feliz, tão realizado, tão mais leve, como se um fardo lhe tivesse saído das costas. E apeteceu-me tanto tanto estar ao pé dele, abraçá-lo, cobri-lo de beijos. Festejar com ele. Fiquei por uns "Boa! Parabéns!:) Fico muito contente por ti!" escritos...e daí não vai passar. A namorada existe...e convém não esquecer.
Há dois anos, quando as coisas terminaram, um dos motivos (se é que se pode chamar motivo) foi o facto de ele não ter esta etapa terminada e querer concentrar-se nela. Agora está completa. Andaremos trocados no tempo? Cheguei eu cedo demais?



Inevitavelmente

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Por pouco não perguntei a uma colega se ela estava grávida. Ainda bem que fiquei calada.:s

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Pousadas da Juventude...sugestões são de valor

Segunda-feira lá vou eu outra vez de malas aviadas...este estágio termina (e espero que termine bem!) no final de Novembro. Para os festejos de fim de estágio/fim de curso, já marcamos um fim-de-semana de meninas de mochila às costas pelas Pousadas da Juventude.
Alguém me aconselha alguma?:)

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Regressadinha de férias. Esta semana passou a voar! E o estágio está aí à porta...mais uma aventura. E em princípio, outra vez a morar numa cidade nova...

sábado, 3 de setembro de 2011

Fériassssssssss

Vou amanhã de férias para o Algarve, volto no próximo domingo. É bom que o sol não vá de férias também.
O meu primo mais fofo, de 4 anos, diz que não sabe como vai viver sem mim esta semana...adoro esta criança.
Eventualmente vou ter de levar o portátil comigo, para ir sabendo novidades do meu próximo local de estágio, mas é provável que passe mais tempo na beira da piscina do que em frente ao monitor.
Até lá!:)

No Facebook

Assumir uma relação no Facebook significa o quê? Que é oficial? Que estamos apaixonados da vida? Ou que queremos que todos saibam que já desencalhámos?
A dúvida persiste...