terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz 2014

Um ano novo fantástico para todos, é o que vos desejo.
Em casa com a família, no casino, na rua...sejam felizes.
Que a esperança traga todas as mudanças que procuram!

domingo, 29 de dezembro de 2013

O presente que faltava para terminar o ano em grande

Bateram-me no carro esta madrugada e fugiram. Quando chegámos lá fora não estava ninguém...só uma traseira toda amaçada e um lado do condutor de meter medo ao susto. E nem sequer pode ir para o seguro, porque é só contra terceiros...e como não há terceiros...vai ter de sair do nosso bolso. O meu pai parece ainda estar em estado de choque, desde as 4h da manhã que aquela criatura está pálida, não fala nem come, acho que se encontra em estado bomba relógio, quando explodir vai tudo na frente.

sábado, 28 de dezembro de 2013

Soube agora que uma amiga minha vai casar daqui a sete meses. O namorado também é meu amigo e eles já namoram há oito anos, portanto este passo já era de esperar. Já têm casa alugada e mudam-se na próxima semana. Fiquei contente por eles, claro, mas por outro lado foi como se tivesse levado um soco no estômago. Até me sinto mal por pensar isto, mas não me sai da cabeça...toda a gente está a avançar com a sua vida neste aspecto. Toda a gente tem ou vai tendo namorado, e eu continuo na mesma. Começa a ser um problema para mim porque até aqui tinha sempre a desculpa de "ah, a vida está má, estou a estudar/não há emprego, não consigo sustentar uma casa...". Agora o caso muda de figura porque já nada disto é verdade. Quer dizer, a vida continua difícil, mas está para quase todos e não é por isso que as pessoas deixam de fazer o que têm para fazer. Já sou capaz de me manter e a uma casa, tenho um emprego de que gosto, que é pertinho e que dá para pagar as despesas, ainda que para já não tenha um contrato (mas também se estiver à espera disso posso sentar-me), o mestrado se correr bem termina este ano...podia perfeitamente arranjar um sítio para mim e ir decorando aos pouquinhos, com calma, até chegar a altura da mudança. Só não faço isso porque não tenho companhia, não tenho alguém para fazer parte deste início, não tenho, e não me faz sentido que seja de outra forma.
Eventualmente um dia saio mesmo de casa, não vou viver aqui até aos 40 (coitados dos meus pais!), seja sozinha ou não. Mas deixa-me terrivelmente triste não ter ninguém que faça o plano de uma vida comigo.
Tenho quase 27 anos e a minha existência tem algumas partes que não são bem como as imaginei...não sei em que parte do caminho me enganei. Nem para ir ao casamento tenho um raio de um par!
 

Frozen

Hoje levei os miúdos ao cinema para verem o Frozen. Adorei. É lindo lindo lindo. Tudo. A história, as personagens, o humor...e o boneco de neve e a rena, oh pah, se pudesse adoptava-os aqui para casa!:)
Aconselho vivamente! Há muito tempo que um filme de animação não me encantava assim. Era capaz de ver outra vez já amanhã.
 




terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Natal

Terminei oficialmente as limpezas...andava nisto desde sábado, dói-me o corpinho todo, mas nao houve canto que ficasse por arrumar, e a casa está tão bonita!:)
Amanhã ainda vou tentar comprar o presente do meu pai. Já sei que vai chover torrencialmente, mas o dito tem estado esgotado e ainda tenho esperança de o conseguir encontrar.
Entretanto tenho esta semaninha de férias, vai saber-me pela vida.
 
Para vocês desejo um óptimo Natal, muitas rabanadas, muito quentinho, rodeados com as pessoas que vos fazem felizes! :)

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Uma campanha muito interessante, lançada pela ONU, sobre o que ainda se pensa das mulheres. Revelador.
 
clicar em cima para aumentar



sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

A minha estupidez tem nome, não tem é desculpa.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Ontem à noite já estava deitada e surgiu-me um sentimento de angústia, uma tristeza tão grande...sem motivo. Hoje custou-me imenso a sair da cama para ir trabalhar, doía-me o corpo e como dormi mal estava cheia de sono, mas lá fui. A manhã correu bem. De tarde, a mesma sensação de angústia, senti-me fraca, debilitada e percebi que tinha febre...mas acho que não justifica o facto de ter começado a chorar como se não houvesse amanhã. Foi incontrolável...não sei se foi algo semelhante a uma crise de pânico...não sei...nunca me tinha acontecido antes. Chorei, chorei...e ainda não chorei tudo. Vim para casa e dormi 5h seguidas. Talvez seja exaustão, talvez seja a minha menina que iniciou a quimioterapia esta semana e que não me sai da cabeça, talvez seja o facto de ele me fazer sentir tão bem e a incerteza de não o ter perto, talvez seja tudo ao mesmo tempo que me faz este aperto no peito. Não sei o que se passa comigo.

domingo, 1 de dezembro de 2013

Ai ai...

Hoje comprei dois presentes de Natal, e ainda não é dia 24. Estou orgulhosa. :)