Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2010

Dear 2011...

...estive a pensar e o que me deves trazer é o seguinte: 1) um curso de terapia da fala terminado. 2) na mesma linha do anterior e, porque por esta altura já estarei de anel de curso no dedo, um emprego jeitoso, de preferência na área da afasia... 3)saúdinha quanto baste para todos, e que ninguém se vá embora...já chega de desgraças... 4) muita coragem e determinação para enfrentar os desafios que se avizinham 5) um home ainda mais jeitoso do que o emprego. Vou escrever também os requisitos para o caso de encontrares vários seres capaz de seleccionar melhor: deve ter um palmo de testa e sensibilidade - não há paciência para brutamontes - , deve ter os parafusos todos, deve ser capaz de me aturar (tem a sua importância), não pode ser um deixa andar que chove mas não molha, deve ser dinâmico e imprevisível - no bom sentido, não queremos más surpresas. Deve gostar mesmo de mim. É fulcral que ainda não tenha namorada. É mais ou menos isso. Como vês não sou esquisita. Acho bem que sejas generoso…

Coisas estranhas da televisão

I O concurso da RTP 1 para o qual são convidados diversas figuras públicas cuja participação, por ser época natalícia, reverte a favor de uma instituição de solidariedade. Hoje os convidados foram profissionais da rádio. A coisa até ia a correr bem, mas falharam a resposta à última pergunta e o valor para a instituição foi de apenas 500€. É melhor do que nada? É pois. Mas é vergonhoso que uma estação de televisão, com "concorrentes" que certamente oferecem a sua imagem a favor da causa - que é nobre! - , e que, consequentemente, tem um acréscimo de audiências (que se traduzem em mais dinheirinho), tenha a lata de apenas enviar para a instituição 500€. Custava muito colocarem umas questões mais acessíveis? A ideia é mesmo ajudar ou apenas ficar bem na fotografia? II Ver a Catarina Furtado e o João Gil no mesmo programa, muito queridos e fofos. (Sim, eu sei, eles só namoraram 10 anos e nada... e ela ao fim de pouco tempo de a relação ter terminado, casou, teve dois filhos com o ac…

Passagem rápida

Para desejar um Natal muito muito feliz a todos! Espero, sinceramente, que seja uma época de alegria para vocês, os pouquinhos, mas fiéis, que me lêem, e os que não me lêem também, e que o vosso sapatinho esteja recheado de coisas boas!!

Das viagens que ainda não fiz

Estava hoje a ver um programa acerca de hotéis/resorts de luxo, cujo nome agora não me lembro, e o destino de que falavam era a Grécia. E esta pousada em Santorini. Podem enviar-me para lá com bilhete só de ida.
Perivolas Resort

Começo a desconfiar...

Tenho para mim que o facto de ser Sábado à noite e eu estar na cama desde as 21.30h diz alguma coisa do meu actual estado de espírito e (ausência) de vida social. Mas amanhã desforro-me...tenho de comprar todos os presentes de Natal, porque no resto da semana vou estar ocupada a vender e a embrulhar os presentes dos outros. Última semana de trabalho, aí vem ela!
Amanhã adivinha-se um dia difícil...caramba, era tão mais fácil ter dois anos outra vez.
Hoje dei-me conta que vou ter de voltar. E não sei se quero. Tenho medo. Assusta-me a possibilidade de correr tudo mal outra vez. Talvez não seja capaz...e começo a duvidar daquilo em que sempre acreditei.

Porque amanhã é Domingo

Não vou ter de ir aturar as pseudo-madames cujo grande dilema existencial é a cor da écharpe que vão oferecer à sogra da tia do marido da bisavó. A sério.




Certezas desta vida

Se trabalhas numa loja que fecha às 19h, estiveste todo o santo dia de pé e por isso não aguentas de dores na pernas e nas costas, é certo e sabido que às 18.58h vai entrar uma cliente MUITO chata, que não vai comprar absolutamente nada e vai fazer-te sair quase 1h mais tarde do que o previsto. E é isto...e agora vou dormir, com as pernas ao alto, a ver se a minha circulação sanguínea retoma o seu caminho...

Isto de trabalhar tem as suas vantagens

Além da vantagem monetária, obviamente, o que me sabe melhor é saber que quando chego a casa depois de um dia de trabalho, não tenho planos de intervenção, nem apresentações, nem reflexões, nem projectos para entregar no dia seguinte. É muito muito bom poder estar apenas e só enroscada no sofá a ver um filme com o pai ou a telenovela com a mãe (ela obriga-me, juro!), sem ter o cérebro a entupir-se de remorsos por não estar ao computador a adiantar relatórios e coisas assim. A desvantagem é que, apesar de tudo, começo a sentir saudades da minha vida terapêutica. Só espero que o próximo estágio corra melhor...
Ah! Hoje comprei o primeiro presente de Natal para uma amiga, um lenço (lindo lindo lindo!!) e um par de brincos.

1º dia de trabalho

E foi todo passado de pé. Nem sinto os calcanhares. As pessoas são capazes de matar por carteiras e écharpes e cenas assim...e já andam a comprar tudo como se o Natal fosse já amanhã. A continuar assim e depois destes 24 dias vou precisar de férias.lol