Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2010

Estágio - 3ª e última parte

O meu último estágio deste ano já começou. Saí da Paralisia Cerebral (correu muito bem, gostei muito, espero ir trabalhar para lá quando for grande e tive 18!:), e agora estou num Hospital central do Porto. É completamente diferente, mas o ambiente de trabalho é óptimo, são todos muito simpáticos e os orientadores são pessoas fantásticas. Fiquei com um caso de Articulação e outro caso de Linguagem, dois meninos de cinco anos...eles a acharem que a vida deles já estava má e ainda lhes apareço eu pela frente!lol É como eu digo muitas vezes, pode sempre piorar!:p

Do Arquipélago

Uma colega da Madeira, que está a estudar cá, esteve desde manhã a tentar telefonar para os pais e não tinha conseguido falar com eles até agora. Todo o dia a ver imagens de inundações, casas destruídas e pessoas que perderam a vida, e as linhas telefónicas sempre interrompidas. Que medo... Felizmente agora, antes de jantar, conseguiu, finalmente, falar com o pai, que lhe disse que estão todos bem e que não tiveram danos, pelo menos por enquanto. Fiquei mesmo contente por ela e nem imagino a angústia que deve ser, estar assim sozinha a ver o sítio onde cresceu num caos e sem notícias da família...

Acho mal, por acaso acho

Há certas pessoas que não têm mais nada que fazer da vidinha e põem-se a reflectir. A reflectir sobre o quê? perguntam vocês. E eu respondo: Sobre nada de especial, mas a partir do momento em que estes seres de renome entram em período de reflexão, os terapeutas professores da D. acham que os seus caros alunos têm de estar a par. Vai daí, a D., que nunca na vida tinha ouvido falar de certos e determinados psicólogos e cientistas - desocupados, de certeza - tem de ler os seus artigos todos de fio a pavio e toda a sua vida fica tomada por eles. E é interessante?, voltam vocês a perguntar. E eu torno a responder: Não, não é. Se fosse eu já tinha lido há muito tempo, não estava agora, a uma 6f à noite, agarrada a estes textos deprimentes e secantes! Pior!! Quando estes senhores pensaram nestas cenas, a Terapia da Fala ainda nem existia, e agora eu tenho de relacionar estes raciocínios brilhantes, com as práticas da minha futura profissão. Acho que é pedir um bocado demais, visto que os se…

Ida ao cinema - nº 2

Ora pois, hoje fui ao cinema outra vez. Devido a múltiplos incidentes e um funcionário de bilheteira incompetente que demora 20 minutos a fazer um troco a cada casal, quando chegou a nossa vez todos os filmes que tinhamos equacionado ir ver estavam lotados.
Resultado: Fomos ver o "Homens que matam cabras só com o olhar" - o título já é bastante sugestivo - e gostava imenso de vos explicar o filme, mas também não o percebi muito bem. Mas tem cabras. E homens.

George Clooney, querido, tu sabes que não queres ter esse bigode, vá lá...

=#%&#"%&{?

Hoje estou num daqueles dias em que a paciência para ouvir gente histérica a pular e a cantar em altos berros dentro de uma faculdade como se fosse uma escola primária, se esgotou. Só precisava de estar sossegada, no meu canto, sem perguntas sobre a matéria e sobre os problemas dos estágios e sobre a minha cara de quem está prestes a explodir. Pois sim...não tive hipótese, as pessoas não estão habituadas a respeitar o espaço dos outros e acham estranhíssimo alguém precisar de estar sozinha por uns míseros 10 minutos.
Às vezes acho que não somos uma população, somos um rebanho.

Nuno Markl, essencialmente

Ontem à noite fui, finalmente, ao cinema. Íamos para ver o Sherlock Holmes, mas ao fim-de-semana TODA a gente aqui da terrinha resolve ir ao cinema (eu não sou excepção) e já não havia bilhetes, então optámos por ir ver A Bela e o Paparazzo. Não ía com grandes expectativas, não morro de amores pela Soraia Chaves...mas gostei muito do filme! O Nuno Markl está absolutamente fantástico, igual a ele próprio, e fartei-me de rir. O enfermeiro que passa o tempo todo a curar o rapaz jeitoso, também tem umas tiradas 5 estrelas...já para não falar do cão, que é a coisa mais fofa do mundo do cinema até então.:)
Para desanuviar um bocadinho, aconselho vivamente...ah! e para quem usa óculos, é óptimo porque não tem legendas.:)
http://www.youtube.com/watch?v=1an7NGHsa5Y

Coisas que se fazem

Uma amiga minha terminou uma relação de 6 anos (mútuo acordo) e no dia seguinte o avô dela faleceu. O tólaró do ex-namorado (ainda namorado 24h antes) nem sequer apareceu para lhe dar um abraço ou os sentimentos à família que, durante aquela meia dúzia de anos também foi a família dele, uma vez que os pais dele não vivem em Portugal.
Isto é coisa que se faça? Tanto tempo juntos e depois puft! acaba-se o namoro e esquece-se a pessoa e tudo o que ficou para trás? Não percebo estas mentes retorcidas...