segunda-feira, 27 de julho de 2009

A Passadeira

Chego a casa, vinda da praia. Assim que entro, sinto um cheiro invulgar a tinta e o pai aparece todo sarapintado. Orgulhosíssimo por ter pintado a cozinha. Segue-se o diálogo:
Pai: Essa passadeira está sacudida?
Eu: Ah...se tu não a sacudiste, não está...não sei se reparaste, mas estou a chegar neste exacto momento...
Pai: Ah...pois...e agora?
Eu: Agora, sacodes a passadeira ali no pátio.
Pai: Pois é...
(pega na passadeira como quem pega num bebé, olha para a porta, hesitante, dá meia volta e prepara-se para colocar a passadeira na cozinha sem a sacudir)
Eu: PAI!!
Pai: Vai mesmo assim, o quê que tem?? Isto nem está sujo!!
Eu: Claro que está sujo! É uma passadeira, andamos com os sapatos em cima dela, caem migalhas!
Pai (com ar de desespero): COMO É QUE SE SACODE UMA PASSADEIRA???
Eu (aterrada com a perspectiva de alguém ter 56 anos e não saber sacudir uma passadeira): Dá cá, eu faço isso.

Por isto acabar sempre da mesma forma é que ele nunca vai aprender a fazer nenhuma tarefa doméstica, mas enfim.

Sem comentários: