terça-feira, 19 de junho de 2012


É um bocado assim...e, neste caso, nunca dou o braço a torcer.

2 comentários:

C.Spot disse...

Também faço isso, mas não tenho tido sorte e já desisti de ser sempre eu a dizer alguma coisa. Se ele não me diz nada é porque simplesmente não quer...

D. disse...

Por acaso nisso tenho tido sorte, ele cede sempre e já admitiu que é sempre ele que tem de tomar a iniciativa. É bom que tenha essa consciência.:p Mas às vezes andamos uns dias numa espécie de braço de ferro silencioso.