terça-feira, 25 de agosto de 2009

O meu avô

O meu avô acha que o lugar da mulher é em casa, a cuidar dos filhos e do lar.
O meu avô acha que o homem deve ganhar para sustentar a família, e só em extremíssimo recurso é que a mulher deverá arranjar um emprego.
O meu avô acha um escândalo uma mulher ir a um café/esplanada/qualquer outro sítio a partir das 22h.
O meu avô acha que as mulheres não deviam conduzir...é uma coisa que lhe faz confusão, e que aceita apenas porque compreende que é essencial no dia-a-dia...
O meu avô tem 84 anos.
Hoje conheci um espécime de 26 anos que pensa exactamente da mesma forma. Medo.

1 comentário:

P' disse...

Que horror , o teu avÕ ainda se compreende , agora esse jovem com 26 anos ? Que retrogado.