terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Hoje ao final da tarde, quando já não tinha mais nenhuma criança para ver (e no meio do caos que aquela mesa fica no fim de cada sessão), encostei-me na cadeira e deu-me assim uma saudade tão grande daquele dia no fim de Julho em que fui para o parque da cidade à tarde, sozinha, só com um livro... Uma parte substancial da minha vida está melhor agora do que estava nesse dia, mas desde aí nunca mais tive assim um bocadinho em sossego, alheada do resto, e às vezes isso é tão preciso para me equilibrar.
 

2 comentários:

C.Spot disse...

Compreendo-te muito bem. É bom termos trabalho e independência financeira, mas isso também nos "rouba" algum sossego e nos deixa sem tempo para as pequenas coisas que nos fazem felizes... :)

Pouline disse...

that's me!!