quarta-feira, 11 de julho de 2012

Passaram meses sem me dizerem nada, supostamente éramos amigas, mas não sabiam se estava de saúde ou se já tinha cortado meio pulso por estar em casa sem fazer nada ou se andava atarefada com algum novo emprego. Não sabiam, nem queriam saber. Agora alguém lhes disse que entrei no Mestrado, num daqueles "difíceis" e numa Universidade cobiçada...lembraram-se logo do meu número de telemóvel e da minha existência, já querem marcar cafézinhos e tudo. AZZZAAAAR! Temos pena! Não respondo aos e-mails, não atendo os telefonemas e mal leio as mensagens. Amor com amor se paga, e o que tenho a festejar, faço-o com quem esteve comigo nos momentos menos bons. Que esperem sentadinhas a roer-se de curiosidade. Vão ser cuscas lá fora! (e isto é para não lhes chamar alcoviteiras!)

Sem comentários: