Avançar para o conteúdo principal

Também tenho estes acessos de lucidez, de vez em quando...

"Comportamo-nos como se as pessoas de quem gostamos fossem durar para sempre. Em vida não fazemos nunca o esforço consciente de olhar para elas como quem se prepara para lembrá-las. Quando elas desaparecem, não temos delas a memória que nos chegue. Para as lembrar, que é como quem diz, prolongá-las. A memória é o sopro com que os mortos vivem através de nós. Devemos cuidar dela como da vida. Devemos tentar aprender de cor quem amamos. Tentar fixar. Armazená-las para o dia em ...que nos fizerem falta. São pobres as maneiras que temos para o fazer, é tão fraca a memória, que todo o esforço é pouco. Guardá-las é tão difícil. Eu tenho um pequeno truque. Quando estou com quem amo, quando tenho a sorte de estar à frente de quem adivinho a saudade de nunca mais a ver, faço de conta que ela morreu, mas voltou mais um único dia, para me dar uma última oportunidade de a rever, olhar de cima a baixo, fazer as perguntas que faltou fazer, reparar em tudo o que não vi; uma última oportunidade de a resguardar e de a reter. Funciona".
Miguel Esteves Cardoso.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dia Mundial da Voz

escrevi aqui um post sobre como é produzida a voz e alguns cuidados a ter, mas neste dia mundial da voz não podia deixar de colocar alguma coisinha a assinalar a data aqui também!:) (é mais forte do que eu...) Certamente ouviram falar sobre o facto de a Adele ter nódulos nas pregas vocais e ter sido operada para retirá-los (bom, fiquei sem perceber muito bem se seriam nódulos ou pólipos, mas vamos partir do princípio que eram nódulos porque é uma patologia mais frequente). Então, os nódulos são uma espécie de "calos" nas pregas vocais. São aqueles "piquinhos" que se vêem nas imagens.

E o que fazem estas criaturas? Na generalidade fazem com que a voz fique muito rouca, com pouca projecção e muita saída de ar à mistura. A rouquidão é das alterações de voz mais frequentes. Entre outras causas, a rouquidão pode ser provocada pelo esforço vocal, que conduz, muitas vezes, aos nódulos. Para evitarem que tal aconteça, basta seguirem alguns cuidados que já enumerei neste p…

Temos vestido!

Quer dizer, eu tenho vestido. Vou ao casamento de um casal amigo de quem gosto muito (fui eu que os apresentei!) e vou ler durante a cerimónia e tudo e tudo, o casamento é daqui a três semanas e eu ainda não tinha vestido. Pois que hoje isso mudou, entrei numa loja, peguei em quatro vestidos jeitosinhos e o primeiro que experimentei foi amor à primeira vista. É curto, liso, muito simples, custou 60 euros e acho que vai ficar muito giro com uns acessórios. É azul cobalto (é assim que se diz, não é?), assim como os da foto abaixo. Só que agora não sei bem que cor de sapatos usar...estava inclinada para o tom nude, mas será que fica melhor com azul escuro ou preto? Que dizeis?
Estou sem saber o que fazer. Esta devia ser uma época de paz interior e eu tenho o coração angustiado. A culpa é minha. Eu sei que vai acontecer, sei que ele volta sempre a desiludir-me, uma e outra vez...que é uma questão de tempo, e no entanto, nunca consigo ser mais forte, ser racional. Quantas vezes já tive esta conversa aqui? Sei lá! Posso garantir que não sou burrinha, que antecipo este momento há meses, não posso dizer que seja uma surpresa, mas é sempre uma desilusão. Acho que não gosto assim tanto de mim...