terça-feira, 13 de agosto de 2013

À procura de uma casa para descansar o coração. Tem sido demasiado, sinto-me perdida. Não tenho para onde voltar, quero ir mas falta-me a força e a vontade. Falta-me um rumo. Faltas-me tu. Falto-me eu que já nem me conheço. Gostava de ir embora, para outro sítio qualquer...desde que isso me fizesse esquecer-te, mas estás em todo o lado, és todas as coisas, todos os lugares. És esta angústia que não me larga.
Não estou sozinha mas estou só.
 

Sem comentários: