terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Balancé

Finalmente submeti o artigo à revista. Caramba...custou mas foi! Agora é aguardar pela resposta e esperar com muita muita muita convicção que seja positiva! Dizem que ninguém devia passar por esta vida sem plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. A árvore já plantei (algures quando andava na escola primária, no ano de 1760), o filho...bom, não está fácil...o livro...exacto...vamos adaptar isso para "o artigo".
Acredito que todos os anos devemos tentar fazer pelo menos uma coisa que nos marque. Em 2011 terminei a licenciatura, em 2012 comecei a trabalhar, em 2013 entrei no mestrado, em 2014 terminei-o e em 2015 defendi a tese. Em 2016, deixei ir uma pessoa que pensei que nunca sairia da minha vida - e mais importante, percebi que afinal não dependia dela para respirar - e agora submeti o artigo. Espero poder dizer que em 2017 vi publicado aquilo que tanto trabalho me deu e tantas horas me consumiu.

Estive a fazer um balanço das minhas resoluções para 2016 e dei-me conta que o saldo foi bastante positivo. Fiz a viagem que planeei, fui mais cuidadosa e regrada com a alimentação, procurei ser mais relaxada e não ferver em pouca água, consegui ir ao Pilates uma vez por semana (quase!) todas as semanas, terminei o artigo...nada mau!
Durante este ano também recebi várias estagiárias, dei um estágio de 4º ano pela primeira vez, fui capaz de ensinar e aprender com todas elas. Criei laços e acho que marquei um bocadinho a vida de alguém. Tirei o raio do sinal que me andava a incomodar há tantoooo tempo. O meu pai detectou a tempo um tumor que podia ter sido muito complicado (e isso fez valer o ano todo e os que se seguirão!). A minha mãe decidiu fechar a loja e a nossa vida vai mudar. Inscrevi-me numa formação que vai acontecer em janeiro. Quero aproveitar este ano para investir na terapia da fala, para conhecer novos lugares, para estar com os meus. O tempo é curto e este ano passou a voar!
É o fechar de um ciclo e o começar de outro.
Bom final de dezembro!

Sem comentários: