domingo, 27 de outubro de 2013

Ando a tentar distinguir o certo do errado, que nestas coisas do coração a linha é muito ténue. O que ontem me parecia mesmo bem, hoje já não me parece assim tanto...mas sei que vou voltar ao mesmo. Parece-me inevitável que o fim vá ser um e um só...pelas palavras é impossível que não o seja, é impossível que seja só eu a sonhar, mas depois surge-me a dúvida...
 

Sem comentários: